Alianças de casamento e seu real significado

Alianças de casamento e seu real significado

Nos dias de hoje, o uso de alianças de casamento é bem aceite socialmente e tido como algo comum. Muitas vezes há uma grande preocupação estética relativamente às alianças de casamento, querem-se belas jóias que representem a integridade e amor, mas o seu real significado é mais profundo do que uma simples jóia.  As alianças de casamento são usadas sem que haja o real conhecimento do significado por trás das belíssimas jóias, o sentido para além do ouro e suas propriedades naturais e também das simples ligas de ouro.

As alianças de casamento e anéis de noivado são  jóias muito especiais que marcam datas e acontecimentos muito especiais, na verdade são muito mais do que isso.

As alianças de casamento são os símbolos de muito significado, emoções e promessas, tais como:

  • Amor
  • Compromisso
  • Fidelidade
  • Eternidade
  • Honra

-

Afinal que razões tão especiais tornaram as alianças de casamento tão especiais, populares e sentimentais?

A história das alianças de casamento

Estes Peças de joalharia têm uma história que abrangem vários séculos e que envolve vários pontos do planeta . A seguir, está uma breve história da aliança de casamento e do anel de noivado, conforme relatado de país para país.

Alianças de casamentoOrigem das Alianças de casamento no Egipto

A Aliança de Casamento, pensa-se ter origem no Antigo Egipto, onde se diz que as secções de plantas foram a origem da formação de círculos, usados para representar o interminável e amor imortal. Pensava-se que o quarto dedo (o que hoje conhecemos como o dedo anelar) continha uma veia especial com ligação directa ao coração e por esta razão tornou-se o dedo oficial para usar a aliança de casamento.

Alianças de casamento nos Romanos

Os romanos também tem a mesma crença relativamente  à existência de uma veia especial com ligação directa ao coração, no dedo anelar, tal como os Egípcios. Mas em vez de se oferecer as “faixas” de casamento como aliança e como um símbolo do amor, concediam esses simbolos como um símbolo de propriedade e de posse. Os homens Romanos encaravam a mulher como propriedade e a doação de um anel representava esse poder de propriedade sobre a mulher.

Alianças de casamento nos Asiáticos / Árabes

Os Anéis Puzzle eram um tipo complexo de jóias que eram populares na Ásia, e estas jóias tinham um modo encantador de se  desmontar e voltar a montar – Caso se soubesse como o fazer, claro. Os homens ricos e poderosos do Médio Oriente começaram a usar esses anéis como alianças de casamento, que ofereciam a suas esposas, que muitas vezes eram obrigadas a usar um anel de quebra-cabeça quando seu marido estava ausente. O marido saberia se  sua esposa tinha sido desleal, retirando o anel enquanto ele estava fora, porque o anel foi concebido para se desmontar após a sua remoção e só poderia ser”montado” novamente se a pessoa tivesse a habilidade e conhecimento necessários para encaixar as peças do puzzle.

Alianças de casamento na Europa

Há vários séculos atrás, os europeus tornaram-se utilizadores do que se denominaria de alianças de casamento, mas foi chamado um “anel de poesia”. Esta aliança era oferecida a um ente querido, como forma de promessa e fidelidade, significado e amor. O “anel de poesia”  era oferecido como símbolo de uma promessa de união eterna, assim como as alianças de casamento hoje são oferecidos como uma promessa de casamento eterno.

Alianças de casamento na América

Durante a época colonial, todos os itens de jóias da América eram proibidas devido à sua aparente inutilidade moral. Em vez disso, um dedal mais prática foi dada como um símbolo do amor e como uma promessa de união eterna. No entanto, depois eles se casaram, as mulheres tendem a remover a parte inferior do seu dedal “noivado” para formar um tipo de anel.
As alianças de casamento de hoje também tem a sua própria história variada e interessante, alguns dos quais é explorado a seguir. Engajamento anéis ter sido conhecida por muitos nomes diferentes, simbolizava uma variedade de coisas diferentes e nem sempre foram feitas de metais preciosos e jóias deslumbrantes!

Alianças de casamento na Grécia

A Antiga Grécia, foi uma região precursora na utilização das alianças de casamento tradicionais. Era aí, tido como um símbolo de carinho e afecto, os anéis usados pelos gregos eram conhecidos como anéis de noivado e eram oferecidos antes do casamento. No entanto, a concessão destes anéis nem sempre foi um pré-requisito para o casamento e  era muitas vezes oferecido como um anel de amizade tal como pode ser dado hoje.

A Realeza e os ricos

As alianças de casamento como nós os conhecemos hoje – jóias deslumbrantes em metais preciosos – tornaram-se populares em torno volta do século XIV ou XV, quando os ricos e os membros da realeza começaram a trocar e usar essas jóias. No entanto, esses anéis eram tão caros que ninguém que não fosse da realeza ou rico não podiam trocá-los. Estes eram acontecimentos datados de muitos séculos antes de estas alianças de casamento se tornarem mais popular e tradicionais.

Porquê um anel para representar o casamento?

A finalidade dos anéis de noivado e alianças de casamento é transmitir emoções profundas de amor eterno, felicidade eterna,  compromisso e união eterna. Na verdade, estes anéis significam a eternidade – entre o doador e o receptor. Um anel é um círculo completo, sem interrupção e sem fim ou começo, o que significa que é eterno.
Em suma, é evidente que a doação de um anel em honra de uma união, noivado e casamento já se arrasta desde os tempos muito antigos, e apesar de não ter sido sempre tão glamorosa e romântica como é hoje, ainda era uma forma de troca de um contrato de noivado ou casamento.
Felizmente, as alianças de casamento  e anéis de noivado não são feitos de pêlos, plantas ou cordel como podem ter sido em tempos muito antigos, hoje apresentam-se em metal, belos conjuntos de jóias deslumbrantes, como a platina, titânio, ouro branco, ouro, safiras, diamantes, rubis e esmeraldas, etc.

Por que razão a aliança de casamento é usada no terceiro dedo da mão esquerda?

Alianças de casamento e o seu real significado, acreditava-se que a “veia do amor” (vena amoris) corria desse dedo directo para o coração. Embora muito romântico, a medicina não apoia esta visão.

Na prática, o terceiro dedo torna-se mais conveniente por uma questão de protecção para a aliança mesmo, por que o primeiro e segundo dedos são activos demais. A mão esquerda foi escolhida ao invés da direita devido a ser também menos activa que a direita tornando-se mais seguro.

 

Joalheria online Cristina Jorge

Comprar Joalheria Online – Autoria Cristina Jorge

Anel em Ouro amarelo de 19,2k com 2 brilhantes e pérola – Loja Joalheria online Anel ouro, perola e diamantes
Anel em Ouro amarelo de 19,2k ajustável com recortes e 1 brilhante – Loja Joalheria online Joalheria online, anel ouro
Anel em Ouro amarelo e branco de 19,2k  com 1 pérola – Loja Joalheria online Anel ouro branco e amarelo
 Anel em Ouro amarelo e branco de 19,2k  com 1 pérola – Loja Joalheria online  Anel em ouro amarelo e pérola
Outros items de joalharia online  

 


Veja também:

Medidas de anel, Cálculo do comprimento de chapa
Rubi, Pedras e cristais de cura
Turmalina Castanha, Gemas e cristais
Jóias em Platina
Cetegoria(s): Curiosidades, Jóias Tags: , ,

Deixe o seu comentário

Técnicas

Aprenda mais sobre as técnicas de fabrico de joalharia passo a passo, realize você mesmo os seus projectos e dê expressão ao seu potencial criativo.


Ferramentas

Aprenda a distinguir as diferentes ferramentas usadas no fabrico da joalharia e saiba mais sobre os materiais que pode usar nas suas criações.


Desenho

Aprenda a desenvolver o seu potencial criativo na realização de projectos de joalharia 3D e também de desenho técnico e ilustrativo à mão livre.


Curiosidades

Aprenda mais sobre Gemologia, História da Joalharia, Metalurgia e outros temas que irão enriquecer o seu conhecimento geral na área da Joalharia.