Jóias de cura e sua magia

Acredita-se que a origem das jóias, os metais, os cristais e as pedras preciosas tem poderes de cura e podem fazer magia. Sabe-se que quase todos os costumes e tecnologia existentes provêm de práticas antigas e de crenças mágicas. Nos primórdios dos tempos, as jóias eram usadas para evitar a negatividade, influências de “espíritos demoníacos”. As jóias foram também colocadas nas tumbas, juntamente com outros bens, porque se acreditava que podiam proteger os mortos.

As próprias jóias em si, anéis, colares, pulseiras, pregadeiras, acredita-se que o local onde são usadas exercem poder em centros energéticos

As Jóias, a protecção e a saúde

AmetistaAs jóias, durante muito tempo, e ainda nos dias de hoje tinham uma conotação mágica e eram consideradas como amuletos da sorte. Com os tempos a percepção das energias contidas nas jóias foi-se tornando cada vez mais evidente, algumas pedras preciosas e metais (ouro, prata, cobre, latão) foram associados aos centros energéticos e a vários órgãos e regiões do corpo, e passaram a ser usados para harmonizar os chacras e assim exercer protecção  sobre a saúde. Mais tarde, as pedras, metais, chifres, penas, ossos contidos nas jóias e muitos outros materiais foram reconhecidos por se acreditar terem poderes para atrair o amor, a saúde, o dinheiro e outras necessidades da vida.

As Jóias e sua energia

healing jewelleryMuito remotamente, o ser humano considerava normal reconhecer o poder energético de todos os elementos naturais vindos da mãe terra e eram usados como elementos fundamentais nas jóias e nos rituais mágicos. Com o passar dos anos e com a evolução dos tempos, o conhecimento sobre os minerais, sobre os metais e com o aperfeiçoamento da lapidação, surgiram novos elementos criados artificialmente que começaram a ser empregadas nas jóias e nos rituais de magia.

As jóias como uma distinção social

Com o surgimento do materialismo e sendo este excessivamente valorizado e sobrepondo-se a uma cultura de naturalismo, as jóias sobreviveram simplesmente como ornamento ou, às vezes, como uma forma de distinção da classe social. Actualmente, as jóias ainda desempenham alguns papéis cerimoniais como nos casamentos e noivados, mas mesmo nestas situações particulares as jóias perderam o seu significado e a sua mensagem mágica original.

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *