Como lixar, lixas de água

As lixas de água são uma espécie de folha de papel com uma superfície abrasiva especial, com diferentes tipos de grão. As lixas de água são frequentemente utilizadas para desgaste e para acabamentos de diferentes tipos de materiais como a madeira, metais, acrílicos, madrepérola e outros materiais. Para aprender como lixar é necessário ter um conhecimento básico das diferentes dimensões do grão das lixas de água, e assim fazer as escolhas adequadas para cada tipo de trabalhos e acabamentos.

Existem também lixas de água extremamente finas que podem também ser utilizadas para fazer polimento de superfícies metalicas ou outros materiais.

A granulação dos diferentes tipos de lixa de água pode variar de 20 a 3000, que se refere ao número de grãos de areia por centímetro quadrado. Quanto maior a granulação, mais fina é a lixa e menos abrasiva se torna. Quanto menor for a granulação, mais abrasiva é a lixa e serve para utilizações de grande desgaste.

Em Joalharia para saber como lixar, é necessário ter conhecimento que são mais utilizadas as lixas de água com granulação entre 600 e 1600. Por serem peças pequenas e minuciosas, as limas e lixas são de desgaste médio e pequeno, e o tipo de acabamentos requer sempre lixas com uma gramagem pequena para conseguir acabamentos muito perfeitos.

Tipos de lixas de água utilizadas em joalharia

Para metais como a prata, ouro, cobre, latão e outros materiais como acrílico, resina, e madrepérola

Granulometria Tipos de Lixas de água Funcionalidades Materiais a que se destina
150, 180, 220, 440 Grosso (não são normalmente utilizadas em joalharia) Grande desgaste Madeira, Acrílico, resina
600, 800 Médio Acabamentos, baixo desgaste Ouro, prata, cobre, latão, acrílico, resina, madrepérola
1000, 1200 Fino Acabamentos Ouro, prata, cobre, latão, acrílico, resina, madrepérola
1600 Extra fino Polimento Ouro, prata, cobre, latão, acrílico, resina, madrepérola

Formatos de suportes de lixa para acabamentos no fabrico de jóias

Quando se pensa em fazer acabamentos nas mais diversas superfícies metálicas, é necessário saber como lixar e ter em conta que para conseguir manter as superfícies no seu formato original, as lixas tem de ser utilizadas em suportes adequados a cada superfície.

Lixas de água e suportes de lixa Funcionalidades
Folhas de lixa de agua Folhas de lixa de Água As folhas de lixa podem ser utilizadas em folha, lixando superfícies sobre a lixa, ou então enrolar a lixa em diferentes tipos de lima para tomar diferentes formatos adequados a cada superfície.
Esponjas de lixa Esponjas de lixa As esponjas de lixa podem servir de suporte às folhas de lixa, utilizadas para bolear superfícies acrílicas, ou de resina.
Tala de lixa Tala de lixa As talas de lixa tem a funcionalidade de lixar superfícies planas ou cilíndricas.
Cones de lixa Cones de lixa para anéis Os cones de lixa pequenos tem como função, lixar interiores de alianças e anéis, ou outras superfícies cilíndricas interiores.
cones de lixas Cones de lixa para braceletes Os cones de lixa grandes tem como função, lixar interiores de braceletes, ou outras superfícies cilíndricas de grandes dimensões interiores.
Discos de lixa dremel Discos de lixa, para adaptar no motor de suspensão ou dremel Os discos de lixa servem para aplicar num mandril e colocar no motor de suspensão ou dremel, e com grande rotação lixar superfícies pequenas ou reentrâncias finas.
Mandril de lixa Mandril para folha de lixa Existem vários mandris para aplicar pequenas folhas de lixa para utilização no motor de suspensão ou dremel

Como lixar

Lixa de água – de 1600 (muito fina para polir) a 300 (mais abrasiva para grande desgaste) – as mais utilizadas em Joalharia são as lixas 600, 800 e 1200.

O processo de lixamento deve ser iniciado pelas lixas mais abrasivas utilizando as folhas de lixa (ou outros suportes de lixa) que são mais adequados para superfícies que se pretende lixar. À medida que a superfície se vai tornando mais regular lixar gradualmente com lixas de água menos abrasivas, por exemplo começar pela 600passar para a 800, depois para a 1000, 1200 e finalmente 1600, que é já uma lixa de polimento.

No caso de fazer acabamentos a acrílicos, resinas ou madrepérola, todo este processo de lixar deve ser feito sempre com as lixas de água bastante húmida de modo a evitar pó e de forma a permitir um desgaste mais suave e com riscos menos vincados.

Terminado este processo de lixar e certificando-nos que não existem riscos fundos na peça deve-se passar ao processo seguinte, que é o polimento.
Aprender como lixar e a utilizar os diferentes suportes de lixas de água não é complexo, mas é necessário saber que tipos de lixa e suportes para lixa existe e como podem ser utilizados.

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *