Recozimento de metais, prata, ouro, cobre e latão

O “recozimento” é um processo técnico simples utilizado no universo da metalurgia, especificamente no universo da joalharia. O recozimento é uma técnica simples, que consiste no aquecimento ao qual os metais são sujeitos de forma a que se tornem maleáveis para que seja mais fácil de serem trabalhados.

Ao serem trabalhados os metais são submetidos às mais diversas formas de pressão que os endurecem substancialmente, a determinada altura tornam-se demasiado rijos para serem trabalhados correndo o risco de estalar e até mesmo partir. Para que o metal volte a ficar maleável deve ser exposto a uma temperatura elevada, o chamado “ponto de recozimento” em que o metal recupera a sua ordenação molecular inicial e que permite voltar a ser possível trabalhá-lo e moldá-lo com “facilidade”.

Recozimento de metal, características

Recozimento da prata ou ouro

Na imagem está representada a estrutura molecular do metal no seu estado natural, sob tensão e recozido. Reparamos que quando o metal está no seu estado natural ou recozido, a sua estrutura molecular está “relaxada”, no entanto quando o metal foi sujeito a pressão ou qualquer tipo de agressão, a sua estrutura molecular está densa, o que torna o metal muito rígido e difícil de trabalhar.

O recozer o metal é uma técnica fundamental para a fabrico de jóias de prata ou ouro (cobre e latão), e torna possível que o metal fique maleável para que seja mais fácilmente trabalhado.

Processo de trabalho do metal, recozimento e branqueamento

Recozimento, recozer metal, chapa de prata, ouro, latão, cobre

Quando se trabalham as superfícies metálicas, de prata, ouro, cobre ou latão, sejam elas submetidas à laminação, à forja, ao simples processo de martelar, ou simplesmente o trabalho com alicates, eles ficam “tensos” (rijos e difíceis de trabalhar).

Recozimento

Depois de trabalhados os metais, é necessário recozer, ou seja sujeitar as superfícies metálicas a uma temperatura especifica, no caso da joalharia, com o maçarico, para que as partículas de metal relaxem e voltem a estar maleáveis. Depois de recozido o metal, deixa-se arrefecer à temperatura ambiente, e está de novo pronto para ser  trabalhado.

O método mais fácil de recozimento, utilizado em joalharia, é com o auxilio de um maçarico, no entanto podem ser utilizados outros métodos. A parte da chama do maçarico que tem maior intensidade de calor e na qual nos devemos concentrar é a área onde apresenta as tonalidades laranja azul.

A prata ou outro metal (ouro, cobre ou latão) devem ser aquecidos até que a chapa apresente uma coloração rosada, atenção para não fundir o metal. Desde que o metal inicie o processo de recozimento, devemos manter o metal na temperatura exacta do recozimento cerca de 30 segundos . Para fazer isso, tirar um pouco a chama dentro e fora do metal ter certeza que você não sobreaquecer a prata e transformá-la em cor de laranja/branco.

Branqueamento

Depois das superfícies de metal serem sujeitas ao recozimento ou ao processo de soldadura precisam de ir ao branqueamento ou decapagem, visto que o metal fica oxidado. O branqueamento retira toda a oxidação, gordura e resíduos de fundente que possam estar no metal.

Tabela de temperaturas de recozimento dos diferentes metais

Liga Temperatura de recozimento Cor que atinge o metal
Prata 925 540º C – 650º C Vermelho escuro
Ouro Amarelo 19.2K 540º C – 650º Vermelho vivo
Ouro vermelho 19.2 k 540º C – 650º C Vermelho vivo
Ouro branci (niquel) 19.2k 670º C – 700º C Vermelho cereja
Ouro Amarelo 9-14k 650º C Vermelho escuro
Ouro vermelho 9-14k 650º C Vermelho escuro
Ouro branco 9 a 14k 670º C – 700º C Vermelho cereja
Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *