Gravura a ácido em metal

Gravura artística – gravação em água forte

A gravura a ácido nítrico em metal é uma técnica muito utilizada para gravura, mas também em joalharia, é uma técnica que os sulcos são obtidos através da ação de ácidos e/ou sais.

ATENÇÃO –  Trabalhar com ácido é perigoso e requer muitos cuidados e protecção

Ferramentas de gravação para a realização da gravura a ácido em metal (prata ou cobre)

  • Buril ou buris – Estiletes de aço temperado de vários perfis, como cilíndrico, meia-cana, quadrado, triangular, em faca. A ponta de aço é fixa a um bastonete cilíndrico de madeira. Além de nomear o instrumento usado para riscar o metal, também dá nome à técnica e ao tipo de gravura produzida com ele.
  • Ponta-seca – instrumento com ponta de aço temperado ou pode conter uma pedra preciosa na ponta, geralmente um diamante. A extremidade pode ser arredonda para ajudar a retirar o verniz sem o estalar ou arranhar. Tem um formato semelhante a um lápis ou lapiseira.

Materiais para Gravura a ácido –  vernizes, ácidos e os sais

Os produtos para a gravação da matriz dividem-se basicamente em dois tipos:
1 – Vernizes protectores – à base de cera de abelha e betume em pó e tem como funcionalidade proteger as áreas da chapa que não queremos expor à corrosão provocada pelos ácidos. Os vernizes podem ser em bastão (verniz duro) ou verniz liquido para aplicar com o pincel.
2 – Ácidos e sais para a corrosão da chapa de prata ou cobre.

1 – As fórmulas do verniz para Gravura a ácido:

VERNIZ DURO

  • 2 partes de betume em pó;
  • 2 partes de cera de abelha;
  • 1 parte de breu em pó.

Atenção – as medidas estão apresentadas em gramas
A preparação do composto é feita em banho-maria em um recipiente de vidro (frasco com tampa). Depois de derretido o betume, a cera de abelha e o breu (Pez), devemos deixar a toda esta mistura ao lume brando por aproximadamente 20 minutos. Com o verniz ainda quente, coloca-lo em pequenos copos de plástico (para café) e deixar arrefecer.

Atenção – durante toda a preparação é necessário muito cuidado visto que todos estes produtos são inflamáveis.

VERNIZ Liquido para utilizar A PINCEL

  • 200 gr. de aguarrás
  • 25 gr. de cera de abelha ou cera de carnaúba
  • 25 gr. de betume em pó.

O preparação do verniz liquido em gravura a ácido em metal (prata ou cobre), para utilizar a pincel é o seguinte:

Gravura a ácidoColocar 200 gr. de aguarrás num recipiente de vidro (ex: frasco com tampa) , adicionar 25 gr. de betume em pó. Misturar a aguarrás e o betume com uma espátula de madeira e deixe em repouso por 12 horas. Posteriormente, colocar o recipiente de vidro em banho-maria. Num outro recipiente de vidro, colocar em banho maria as 25 gr. de cera de abelha, esperar que derreta. Depois de derretida a cera de abelha, despejar o conteúdo do outro recipiente de vidro, a aguarrás e o betume sobre a cera de abelha derretida, que já estava em banho-maria. Misturar muito bem o composto e deixar no lume brando durante, mais ou menos, 20 minutos. Deixar arrefecer e posteriormente tapar bem o recipiente de vidro (ex: frasco com tampa). Esse verniz deve ser passado com um pincel macio.

Atenção – durante toda a preparação é necessário muito cuidado visto que todos estes produtos são inflamáveis.

Para fazer a protecção da parte de trás (verso) da chapa contra a corrosão dos ácidos, aplica-se goma-laca que pode ser preparada com os seguintes procedimentos:

GOMA-LACA

  • 1 parte de goma laca
  • 3 partes de álcool

Preparação da Goma laca


Colocar três partes de álcool num recipiente de vidro e adicionar uma parte de goma-laca (em pó). Tapar bem o recipiente de vidro e agitar bem. A goma-laca deve ser passada com um pincel macio sobre toda a superfície que pretendemos proteger.

2 – Fórmulas dos Ácidos e sais:

Ácido nítrico ou azótico para Gravura a ácido em metal

Estes ácidos exercem corrosão sobre todos os metais, excepto o ouro e a platina. São ácidos muito fortes, com um cheiro muito intenso e forte. Devido à agressividade destes ácidos é necessário ter muita atenção e cuidado no seu manuseamento. É extremamente importante usar todas as precauções e equipamentos de segurança, nomeadamente trabalhar em locais muito bem ventilados, com exaustor ou ao ar livre. É imprescindível a utilização de óculos de protecção, máscara, roupas de trabalho, luvas protectoras resistentes aos ácidos.

Para corrosão com água-forte em chapa de cobre ou prata, a sua diluição é a seguinte:

Três partes de água para uma parte de ácido.

Mordente holandês para Gravura a ácido em metal

É a mistura de três produtos – clorato de potássio, ácido clórico puro e água.

Uma das fórmulas utilizadas é a seguinte:

  • Clorato de potássio – 20 gr
  • Ácido clorídrico puro – 100 gr
  • Água – 880g

A gravação da matriz na chapa de cobre ou prata para realizar a Gravura a ácido em metal

Gravura a ácido em metal passo a passo

Antes de iniciar a gravação do desenho na chapa deve-se fazer acabamentos na chapa, limpar no branqueamento (desoxidar) limar as extremidades da chapa com limas, lixar com lixas de água e finalmente polir a chapa.

  1. Depois de preparada a chapa, começar por passar com um pincel macio o verniz liquido, cobrindo inteiramente a chapa de prata ou cobre.
  2. Depois de completamente coberta a superfície da chapa, coloque-a sobre uma rede de metálica e aquecer por baixo com uma lamparina. Com o aquecimento, a aguarrás vai se evaporar e o verniz vai-se fixar na placa.
  3. No fim de arrefecer a placa, o verniz adere completamente na superfície e pode-se então começar a traçar o desenho que será gravado na chapa com a aplicação do ácido. O desenho pode ser traçado directamente na chapa ou pode-se passar o desenho com carbono para a chapa de metal. Com uma ponta de metal trace o desenho sem forçar, evitando riscar o metal. Os efeitos de claro-escuro da água-forte são obtidos através da aproximação, do distanciamento do cruzamento de linhas.
  4. Antes da placa ir para o ácido nítrico, o seu verso deve ser protegido do contacto com o ácido e respectiva corrosão. Para isso utiliza-se a goma-laca ou betume líquido.

Banho da chapa no ácido para corrosão para fazer o relevo da Gravura a ácido em metal

Gravura a ácido em metal passo a passo

5. Depois, coloque a placa no ácido nítrico ou percloreto com a imagem para cima.

6. O tempo de imersão é de aproximadamente 12 minutos (quando o ácido já foi bastante utilizado mais de uma vez é necessário deixar mais tempo). Recomenda-se, de vez em quando, balançar a tina (cuba) com o percloreto para que os detritos provenientes da corrosão não fiquem acumulados nos sulcos.

7. Em seguida, tira a placa do percloreto e lave em água corrente. Depois, retire o verniz com querosene e lave novamente com água e sabão líquido ou em pó.

8. Placa já terminada, com a gravura, o relevo da corrosão pelo contacto da chapa com o ácido.

Soluções para gravura a ouro, prata, cobre, latão e esmaltes

Para cada metal é utilizado um tipo de mordente diferente para fazer gravura a metal. Apresentamos a seguir os mordentes mais utilizados:

  • Ouro – 40 partes de água para 4 partes de Água régia (1 parte de ácido nítrico para 3 partes de ácido hidrocloridrico/muriático) – em recipiente de vidro
  • Prata, cobre e latão – 3 ou 4 partes de água para uma parte para uma parte de ácido nítrico – de preferência em recipiente de vido.
  • Esmaltes – 10 partes de água para 1 ou duas partes de ácido hidrocloridrico/muriático – num recipiente de plástico

Segurança e cuidados de precaução

Quando estiver a misturar os mordentes é essencial ter as seguintes precauções:

  • Adicionar o ácido à água e nunca o contrário. Se a mistura for muito forte, adicionar esta mistura à água e não acrescentar a água à mistura.
  • Utilizar Luvas de borracha grossas e óculos de protecção sempre que mexe em ácidos.
  • Fazer as misturas em locais muito ventilados.
  • Utilizar pinças de plástico para retirar ou colocar os metais no ácido.
  • Guardar os mordentes em recipientes de vidro ou plástico com uma tampa de vedação de rosca que vede bem. Quando não estao a ser utilizados, os ácidos devem ser guardados em armários com fechadura.
  • Depois de cada peça ser retirada do ácido deve logo ser passada por água corrente.

Este é o processo de gravura a acido em metal, é muito importante ter em atenção a neutralização dos ácidos depois de serem utilizados para evitar efeitos nefastos no ambiente. A neutralização dos ácidos pode ser feito com bicarbonato de sódio e água.

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *